terça-feira, 24 de novembro de 2020

A ARDENTE E INCONTROLÁVEL PAIXÃO QUE LEVARAM GUILHERME ALVES E THAYZA KELLY À MORTE!

 



O dramaturgo, jornalista e contista da crônica policial “Fluminense”, Nelson Rodrigues, caso estivesse vivo fisicamente, embora esteja vivo na memória dos brasileiros; certamente escreveria com maior profundidade que a temática requer sobre a história da ardente paixão que envolveu inesperadamente o casal Guilherme e Thayza. O sentimento avassalador de paixão, provavelmente teria sido incisivo para que a “morte matada” os levassem a viver tão tórrida paixão na eternidade.


Trazemos aqui, à luz do conhecimento público, trechos da obra em curso que descrevem com riqueza de detalhes uma das motivações que culminaram com o trucidamento das vidas de Guilherme e Thayza; pistoleiros profissionais a mando de um mandante ou mandantes que resolveram interromper, por meio da bala, o amor apaixonado do jovem casal.


Seria realmente a paixão de Guilherme e Thayza a motivação verdadeira para as suas respectivas mortes? Nos relatos dos depoimentos até agora colhidos, não! O amor de paixão entre ambos deu apenas início ao desenlace maior. Há outras razões que foram fatais para que o mandante ou mandantes decidissem executar o sinistro plano de ceifar duas jovens vidas. Nossas investigações tem se aprofundado para atingir o nível de esclarecimento verdadeiro, absoluto e sobretudo responsável.


Voltemos à paixão: como esse sentimento já provocou tantas desgraças entre nós seres humanos, não é mesmo, caro leitor? O pior desse sentimento é quando ele acontece com pessoas comprometidas, as quais resolvem largar tudo para entrar de cabeça em algo, envolvendo de tal maneira que perde o controle de si, levando a não imaginar as consequências em sua volta. Poucos de nós temos, de fato, habilidades para controlar tão egoísta sentimento, o qual nos provoca prazeres e loucuras maravilhosas mas sempre, ou quase sempre, com finais trágicos como o do casal que escrevemos: Guilherme e Thayza!


Os expectadores podem apostar que o Livro será constituído dos fatos apurados que dão clareza de informações que resultaram nas mortes do casal em questão. É praticamente um Livro aberto para reflexão de nossas próprias vidas. A obra tem sim por finalidade, claro, evitar que a tragédia fique propositalmente no esquecimento das autoridades. Trata-se de uma Denúncia contundente, onde responsabilizamos a própria sociedade como um todo, pois prefere a indiferença do que cobrar e exigir apuração dos fatos pelas autoridades competentes.