quinta-feira, 12 de novembro de 2020

GOVERNADOR DEVE DESIGNAR DELEGADO ESPECIAL PARA APURAR DUPLO HOMICÍDIO DO CASAL GUILHERME ALVES E THAYZA KELLY




 


Finalmente, começa a ecoar o grito por justiça ao assassinato do casal Guilherme Alves e Thayza Kelly. O governador João Azevedo deve determinar ao secretário de segurança do Estado que designe um novo delegado em caráter especial para retomar as investigações! O apelo dos familiares e da população em geral da cidade de São José de Espinharas, começa a surtir o efeito esperado.


As investigações deste rumoroso caso precisam ser retomadas. Chegou ao nosso conhecimento que uma pessoa da família de Thayza também fora ouvida recentemente pela Polícia Civil da cidade de Patos. O processo vem sendo mantido em segredo de Justiça. Ninguém entende as razões deste silêncio, visto que já ocorreram investigações passadas e juntando-se aos novos elementos do caso, nada mais oportuno que as autoridades esclareçam em definitivo este triste acontecimento que vitimou duas vidas por questões supostamente banais.


Nos bastidores do chacoalhar das ruas de Patos, entre uma e outra informação, todas apontam a causa como Crime Político e Passional. Ao governador João Azevedo, não existe outra alternativa: seu governo não pode e nem deve deixar de combater o crime de homicídio! A resposta precisa ser dada pelas autoridades estaduais, o Governo não deve deixar passar uma imagem inoperante de combate ao crime. Veja o exemplo de ação da polícia na cidade de Catolé do Rocha, assim que a Polícia decidiu agir, inúmeras pessoas com ligação com o Crime da Pistolagem foram presas.


As suspeitas deste duplo homicídio sempre estiveram ligadas ao prefeito de São José de Espinharas, sr. Neto Gomes. O empresário Guilherme Alves era seu Secretário de Finanças, além de ter sido seu cunhado, pois fora casado com sua irmã, Fátima Gomes. Quem o acusa de ser o mandante não somos nós do Blog do Lobo, mas sim familiares diretos das vítimas.


Publicamos sua Live como forma de mostrar nossa isenção e imparcialidade jornalística. Não fazemos parte de corrente partidária ou política. Nosso partido é a notícia! O próprio Prefeito deveria ser o primeiro a pedir apuração rigorosa sobre o fato que o acusam. Ninguém iria acusá-lo de algo tão sério se não tivesse conhecimento dos motivos que o levaram supostamente a mandar matar Guilherme e Thayza. Em sua Live, o Prefeito tenta desvirtuar o caso para a questão político partidária. Isso é um golpe de oportunismo de sua parte. Não estamos aqui para induzir eleitor algum. Em breve todo esse caso será esclarecido. 


O jornalismo também tem poder de investigação. Temos responsabilidade ao noticiar informações. Desejamos, assim como toda a sociedade, que este crime seja apurado pois duas vidas clamam por Justiça! Thayza deixou uma filhinha que todos os dias chama por sua mãe. Buscamos a verdade! Quem dever que pague!